24 de setembro de 2010

Carta de Bento XVI para o Encontro Mundial das Famílias em 2012

Trabalho e festividades não desagreguem as famílias, mas sejam vividas na perspectiva de uma família unida e aberta à vida, bem inserida na sociedade e na Igreja, atenta à qualidade das relações, assim como à economia do próprio núcleo familiar: indicações propostas pelo Papa numa Mensagem dirigida ao cardeal Ennio Antonelli, presidente do Conselho Pontifício para a Família, em vista do VII Encontro Mundial das Famílias, que se realizará em 2012, em Milão, de 30 de Maio a 3 de Junho, tendo precisamente como tema “a família, o trabalho, a festa”.
Bento XVI sublinha que, segundo as Escrituras, “família, trabalho e dia festivo constituem dons e bênçãos de Deus para nos ajudarem a viver uma existência plenamente humana”. “Infelizmente – adverte o Papa, hoje em dia a organização do trabalho, pensada e aplicada em função da concorrência do mercado e do máximo lucro, e a concepção da festa como ocasião de evasão e de consumo, contribuem para desagregar a família e a comunidade, difundindo um estilo de vida individualista”. Ocorre portanto reflectir e empenhar-se para “conciliar as exigências e os tempos do trabalho com os da família, recuperando por outro lado o verdadeiro sentido da festa, em especial do Domingo, Páscoa semanal, dia do Senhor e dia do homem, dia da família, da comunidade e da solidariedade”.
O Papa faz votos de que este Encontro Mundial das Famílias seja precedido de uma adequada “preparação pastoral e cultural”. Sugerido em especial, que ao longo de 2011, no trigésimo aniversário da Exortação Apostólica “Familiaris consortio”, “magna charta” da pastoral familiar, se promova, aos vários níveis da vida da Igreja, todo um programa de iniciativas visando reflectir sobre as experiências de trabalho e de festa, nos seus aspectos mais positivos, verificando a sua incidência na vivência concreta das famílias.

Fonte: Rádio Vaticano

0 Comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More