13 de março de 2009

O CAF assinalou 10 anos de funcionamento



No passado dia 30 de Janeiro, o Centro de Aconselhamento Familiar - o CAF Coimbra – comemorou dez anos de funcionamento.
Para assinalar esta data, o Secretariado Diocesano da Pastoral Familiar (SDPF) promoveu uma sessão solene, na Casa Municipal da Cultura, com a presença, entre outras individualidades, do Bispo de Coimbra, D. Albino Mamede Cleto, do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Coimbra e vereador da Cultura, Eng. João Rebelo e Dr. Mário Nunes, respectivamente, e do chefe de gabinete do Governador Civil (também em representação da Secretária de Estado Adjunta da Reabilitação). Depois dos discursos de circunstância proferidos pelo presidente do SDPF, Jorge Cotovio, e coordenadora do CAF, Emília Cardoso, que contextualizaram historicamente o Centro e destacaram o papel desempenhado pelos colaboradores do serviço, assistiu-se a uma conferência proferida pela Dra. Ana Cid Gonçalves, secretária-geral da APFN (Associação Portuguesa de Famílias Numerosas), subordinada ao tema “Família, garantia de futuro”.
Nesta oportunidade, e tendo por base excertos do documentário “O Inverno demográfico”, a conferencista apresentou um cenário tendencialmente dramático da situação demográfica a nível mundial e a nível nacional. O casamento tardio, o reduzido número de filhos por casal e a facilitação do divórcio são factores que em nada favorecem a construção de uma sociedade mais justa e “civilizacional”. Segundo a conferencista, só com (muitas) famílias com três ou mais filhos poderá haver reposição da população; caso contrário como está a suceder presentemente em Portugal -, caminhamos para uma s o c i e d a d e suicida. Desta forma, há que promover políticas públicas que promovam a união e coesão da família, pois não precisamos apenas de mais crianças, mas sobretudo de filhos que nasçam em lares de confiança, onde exista estabilidade conjugal. Depois da conferência, fez-se o lançamento do caderno alusivo aos dez anos de funcionamento do CAF, bem como de dois outros projectos associados o “Porto Solidão”, uma valência que procurará atender os casos cada vez mais frequentes de solidão e abandono, e o “CAF-Jovem”, um serviço de aconselhamento mais dirigido aos namorados e casais novos, de modo a prevenir futuros conflitos e rupturas. Nascido de uma feliz parceria entre o SDPF e o Instituto Secular das Cooperadoras da Família (ISCF), o CAF já atendeu mais de 2200 pessoas, (o que corresponde a quase 4000 encontros realizados), continuando a crescer de ano para ano o número de solicitações, embora se mantenham as principais motivações: conflitos conjugais e geracionais. Com um leque alargado de voluntários (assistentes sociais, médicos, juristas, psicólogos, gestores financeiros, sacerdotes, etc.), o CAF Coimbra é coordenado, desde o seu início, pela Dra. Emília Cardoso, do ISCF, também responsável pelos primeiros atendimentos e pela triagem, numa dedicação que se estende pelas 24 horas do dia. O CAF, embora seja uma instituição da Igreja de Coimbra, está ao serviço de todas as famílias, independentemente do seu credo religioso. Os contactos são os seguintes:

Por Jorge Cotovio

Rua Gil Vicente, nº2
3000-202 Coimbra,
Telef. 239 723989, Fax 239 401856,
Tlm 969881159,
Email: cafcoimbra@sapo.pt.

0 Comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More