29 de agosto de 2008

A esperança

Costumamos chegar a muitas conclusões e eu cheguei à minha: Tudo se pode, tudo se consegue. Nada é impossível até que nos provem o contrário. A tristeza invade-nos muitas vezes e ficamos sem saber para onde nos virarmos. Sentimos que navegamos num barco sem rumo.
Costumamos pensar “Porque é que Deus nos impõe tantas provações?”, mas nada é por acaso, Ele sabe o que faz e sabe aquilo que quer de nós. Só Ele pode mudar o destino, e nós, apenas, escolhemos o caminho que queremos seguir.
Quando nos deixamos ir a baixo com a dureza das provações e quando achamos que nada faz sentido, quando pensamos que a nossa vida não tem rumo, não tem volta a dar, quando achamos que a morte é a melhor solução, pois estamos fartos de tudo e do sofrimento, Ele está lá.
Quantas vezes damos connosco a chamar pelo Seu nome em horas de aflição. Mas porquê? Porque no fundo sabemos que é Ele quem nos dá força, quem nos dá a mão quando mais ninguém a dá.
Se nos consideramos católicos não O julguemos como outros o fizeram e fazem. Se somos católicos e com fé é porque acreditamos na salvação, no amor e na vida eterna a Seu lado.
Por isso, acho que, animados por essa força e espírito de fé no Senhor, devemos meditar sobre a nossa vida, sobre aquilo que realmente queremos, abrindo-nos à acção do Espírito Santo, para que possamos lutar por aquilo que queremos, mesmo que isso implique passar por muitas dificuldades. Ele ajuda-nos sempre, porque nos Ama!

Mariana de Oliveira

0 Comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More