4 de julho de 2008

Entrevista

Cardeal Saraiva Martins
Prefeito da Congregação para a Causa dos Santos

"Uma coisa incomum"

Neste enquadramento celebrativo dos 75 anos do Instituto Secular das Cooperadoras da Família, onde acontece também a proclamação das Virtudes Heróicas do Pe. Brás, o Jornal da Família entrevistou, pessoalmente, o Cardeal Saraiva Martins.

- Na qualidade de Prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, o que significou para o Sr. Cardeal a proclamação das Virtudes heróicas de um Sacerdote Português?

É um acontecimento extremamente importante para a Igreja portuguesa, e não só porque é um Sacerdote que é membro de uma diocese e, a Igreja Portuguesa é constituída de Dioceses. Por isso é uma data memorável para a Igreja portuguesa e, um sacerdote simples, humilde, que tenha realizado esse “apostolado” importante como é a Família, é certamente uma coisa incomum, não vulgar, uma coisa extraordinária, que deve ser sublinhada com muita força, mesmo porque pode servir de modelo para tantos outros sacerdotes.

- Quando a Igreja reconhece e proclama a heroicidade das virtudes de uma pessoa, o que quer significar com esse iniciativa?

Bem, quando a Igreja proclama a heroicidade das virtudes, põe por assim dizer, o selo com o qual garante que essa pessoa praticou realmente as virtudes em grau heróico, e é uma proclamação oficial da Igreja, portanto, é de uma importância extraordinária do ponto de vista eclesial. Para a Igreja, não é só um servo de Deus, não é um cristão qualquer, mas é um cristão baptizado que viveu com heroicidade, em grau heróico, as virtudes, ou seja, que seguiu o Evangelho como princípio de vida, e viveu em profundidade, em todas as suas consequências.

- No processo das causas de beatificação e canonização da causa dos Santos, o reconhecimento das virtudes heróicas é um passo decisivo para a progressão do processo ou é irrelevante?

Sem dúvida! Não é nada irrelevante, antes pelo contrário… Não, não. É um passo necessário, uma passagem necessária. É uma nova etapa, porque ninguém pode ser beatificado se não estiver comprovado, certificado, que realmente praticou as virtudes em grau heróico. Porque um beato e um santo são precisamente esses, que praticaram o Evangelho com uma grande heroicidade, pelo que é absolutamente indispensável.

- Poderia enumerar-nos, Senhor Cardeal, alguns factores, iniciativas ou acções, que por parte da Família Blasiana poderão incidir positivamente no avançar do processo de beatificação do Fundador?

Bem, eu acho que a coisa principal que deve fazer a Família Blasiana, é difundir o mais possível a devoção ao venerável servo de Deus.

Dar a conhecer em todos os ambientes, por exemplo, nas Igrejas, nos hospitais, por meio de deplians, por meio de “santinhos” com a oração, isto é muito importante até que venha o milagre, porque a gente se não conhece o beato ou o candidato aos altares, não o invoca. Uma pessoa doente num hospital, naturalmente recorrerá à intercessão daquele santo que conhece, se não os conhecem, não os invocam. Por isso é extremamente importante neste período, neste momento, dar a conhecer o mais possível, por todos os meios e a todos os níveis a figura do Pe. Brás.

- Senhor Cardeal, do que conhece da vida e Obras do Padre Brás, parece-lhe que a sua intuição fundamental: “Salvemos a Família, Salvaremos o Mundo”, tem hoje aplicabilidade e actualidade no contexto da família actual?

Tem, tem a maior actualidade possível. Salvemos a família, salvaremos o mundo; só salvaremos o mundo se salvarmos a família. Porque a família é a célula da sociedade, do mundo. O único problema hoje, o mais importante e, de certo modo, até o único, é o da família. Se se resolver o problema da família, se se recuperar certos valores fundamentais relativos à família, todos os demais problemas já ficam resolvidos ou quase. Por isso é de extrema actualidade, uma frisante actualidade, o vosso carisma, o apostolado, a missão em prol da família.

- O ISCF, tem como carisma e Missão, o “Cuidado da Santificação das Famílias e dos Sacerdotes”, no seu entender, este carisma tem força, dinamismo e actualidade, para envolver e dar sentido à vida de muitos jovens?

Tem. Sim senhor, tem a possibilidade, mas é preciso que este carisma esteja bem explicado aos jovens, ou às jovens, não é? O que é que quer dizer o vosso carisma? Porque de per si, é um carisma muito atraente, é fascinante. Ora, se os jovens (eles e elas), se chegarem a compreender esse aspecto de fascínio do vosso carisma, certamente sentir-se-ão atraídos eventualmente a querer pertencer, a pedirem para pertencer ao vosso Instituto.

É preciso explicar bem a actualidade, a importância, do carisma. Uma coisa pode ser muito bonita, mas se não se explica bem, se o povo – os jovens, neste caso – não entendem aquilo, é inútil. É preciso dar a conhecer, toda a beleza desse carisma para que eles se sintam atraídos pelo mesmo e se abram a uma eventual vocação.

O que significa isso claramente para a família… a beleza dá sempre sentido à vida das pessoas, um carisma belo dá sempre sentido à vida dos jovens. É preciso ver que se trata de uma coisa bela.

- Qual é a força ou o grau da esperança que o Senhor Cardeal tem de que Mons. Brás, em breve, venha a ser beatificado?

A minha esperança?! Eu espero que venha a ser beatificado dentro de pouco tempo mas, como dissemos já, é preciso que haja um milagre, não é? Eu estou certo que se lhe pedirem um milagre, ele vai fazer o milagre… não, eu não digo a brincar, digo a sério. Divulgar o mais possível o conhecimento do Fundador, do Pe. Brás, entre os jovens. E divulgar também o vosso Instituto, é muito importante.

- Que conselhos, ou que recomendações deixaria à Família Blasiana, (Instituto Secular das Cooperadoras da Família; Obra de Santa Zita; Movimento por um Lar Cristão; Jovens Focos de Esperança) no sentido de favorecer um aceleramento do processo de Beatificação do seu Fundador?

A minha primeira recomendação é um convite a viver em profundidade o carisma. Que os membros desta belíssima Família Blasiana) vivam realmente em profundidade em todos os sentidos e a todos os níveis esse carisma, com convicção.

E depois, que essa convicção transpareça para fora; que a gente se dê conta que está diante de uma pessoa que tem um carisma, está convicta do valor desse carisma e se orgulha de o manifestar, de o fazer ver, de o mostrar aos outros. Isto é muito importante, importante vivê-lo e dar a conhecer esta vivência aos outros. E depois, naturalmente, a terceira coisa é coragem.

Porque às vezes é preciso ter coragem, ter força de vontade, coragem, entusiasmo, optimismo. Isto são palavras que, do ponto de vista da fé, do ponto de vista cristão, têm uma importância extraordinária porque, o cristão não tem motivo para viver triste, para viver desconsolado, sem esperança, sem optimismo, não! O cristão se crê realmente no mistério da Páscoa de Cristo, tem de ser necessariamente um optimista, cheio de esperança e isto vale para todos os cristãos mas vale muito mais para quem, no seio da Igreja, vive um carisma específico como o vosso. É a coragem que Deus nos pede a todos, cada um no seu campo, mas sempre viver este carisma com entusiasmo, com alegria, com optimismo.

- Senhor Cardeal, o “Jornal da Família” tem 13 000 leitores. Pedia-lhe que dirigisse uma palavra de estímulo e encorajamento aos mesmos e um apelo, no sentido de que os leitores apreciem e recorram à intercessão do Pe. Brás.

Apelo a que nas suas dúvidas e dificuldades, os leitores, recorram à intercessão do Padre Brás, Fundador desta publicação, e tornem conhecida a sua pessoa e o seu amor à Família. A esses 13 000 leitores eu recomendo ainda, que, quando receberem o “Jornal da Família”, não vejam só os títulos e depois deitem para o cesto, mas que leiam bem as mensagens de que é portadora essa revista, o “Jornal da Família”; que leiam, que devorem e que não deitem logo para o cesto e que, naturalmente, quando a gente lê uma coisa é para enriquecer-se. Portanto, que se enriqueçam bem com as mensagens, que serão certamente óptimas e lhes leva todos os meses o “Jornal da Família”.

0 Comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More